"Septivium" designava, durante a Idade Média, a totalidade das artes liberais.Constituído pelo "Trivium" e pelo "Quadrivium".Implica que nenhum assunto será vedado.Relembra também as nossas raízes Cristãs.

27
Mar 10

 

O leitor deverá estar inquieto.

 

Pois, afinal, se leu os diferentes textos já presentes neste blog, terá notado uma certa repetição de alguns elementos.

 

Uma aclaração impõe-se!

Na sequência de posts que se seguirá tentarei elucidar quem é Frank Tipler e em que  consiste a sua Teoria do Ponto Ómega.

 

Mas antes disso impõe-se uma aviso aos incautos.

A apresentação será feita numa perspectiva benfazeja.

O autor destas linhas não só não se opõe por princípio à teorização tipleriana, como sente uma considerável empatia pela conjectura. Digamos que se, num sentido rigoroso, a teoria for verdadeira, isso não só não será causa de angústia, como, pelo contrário, sentirei uma enorme tranquilidade.

 

Assim sendo, se o leitor pretende uma crítica negativa aconselho-o a partir para outras latitudes. Sendo que existem imensas. Inclusivamente pátrias. Ainda assim, algumas das sugestões de leitura que irei mencionar são recensões à obra tipleriana, algumas tremendamente cáusticas. Mas, creio, imprescindíveis.

 

Como disse acima, é dessa maneira que iniciarei esta série.

Com sugestões de leitura. Para uma compreensão, por si mesmo, e não por vias travessas, do pensamento de Tipler.

 

Para começar o meu caro amigo deverá ler, invariavelmente, os 3 livros de Tipler.

  • “The Anthropic Cosmological Principle”, escrito em parceria com John Barrow, sem tradução para português.

 

 

 

 

 

 

 

  • “A Física da Imortalidade”,Bizâncio.

 

 

 

  • “A Física do Cristianismo”,Bizâncio.

 

 

 

 

 

 

Todos os livros de Barrow a que deitar a

mão. Nomeadamente, em português,

 

  • “O Mundo Dentro do Mundo”,Gradiva. Em grande parte uma reapresentação do “The  Anthropic…”, numa forma mais “popular”. E deixando de parte algumas parcelas mais controversas da tese. A título de exemplo note-se que Barrow, na apresentação que faz do Princípio Antrópico, deixa de fora a sua forma Final.

 

 

 

 

 

 

  • “A Mão Esquerda da Criação”,Gradiva.

 

 

 

 

 

 

 

  • “Impossibilidades”, Bizâncio.

 

 

 

 

 

 

 

  • “A Origem do Universo”,Rocco.

 

 

 

 

  • “Teorias de Tudo”, Presença. Barrow aborda brevemente o FAP e traça um esquiço das possibilidades de abordagem à relação Deus/Mundo.

 

 

 

 

  • A Essência da Realidade”, Makron Books. Tradução brasileira do livro “The Fabric of Reality”, de David Deutsch. Particularmente relevante o último capítulo, no qual Deutsch discute a teoria tipleriana. Durante algum tempo estiveram na página do próprio Tipler excertos deste capítulo com a inclusão de comentários do próprio.

 

 

 

 

 

 

  • “Humanos e Robôs”, Hans Moravec, Gradiva. Importante para se perceberem noções basilares da concepção IA forte, fundamental para a teoria tipleriana.

 

 

(continua...)

publicado por J às 11:05

Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26

28
29
31


mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO